CARO LEITOR: PARA OUVIR OS VÍDEOS, DESLIGUE O PLAY-LIST NO RODAPÉ DA PÁGINA. NAVEGUE COM A. M. O. R.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

"MENINO DRAGÃO, NÃO HAVERÁ TERCEIRA GUERRA MUNDIAL!"


RELATÓRIO DA FROTA PRATEADA

Em 16 de abril de 2017

Gabriel RL: Por favor, queridos, leiam na sintonia dessa música abaixo. Eu particularmente recomendo que coloquem a música em uma altura agradável e leiam em seguida a mensagem em voz alta. Poderão sentir maravilhosas vibrações de luz em seus corpos.


-----------------------------------------------------------------------
   
Saudações, Camaradas! Temos um pouco de informação e alegria aqui!

Estamos aqui, novamente, com mais um dos nossos relatórios importantes acerca das movimentações em seu mundo e no Sistema Solar! Tem havido muita agitação nos bastidores e isso tem reverberado em toda a superfície do seu planeta. A maior parte dessa agitação vem dos rumores de guerras constantes que estão sendo fermentados por aqueles mais temerosos.

Temos de dizer que nenhuma tentativa para desencadear uma terceira guerra nuclear será permitida! Todas as nossas frotas estão deslocadas, neste momento, para as zonas onde as tensões estão em alta. Nossos aliados mais capacitados estão se infiltrando nas zonas onde possíveis mísseis possam ser preparados. Oh, os sapecas trapalhões têm coçado a cabeça tentando entender os motivos de certas falhas (risos)! Digamos que temos alicates bem afiados para cortar o fio vermelho!

Camaradas aliados, vocês passaram muitas das suas vidas sendo induzidos por horrorosas propagandas de terror! Não acham que é o momento de demonstrarem um pouco de fé e sintonização com as nossas mensagens, quando afirmamos que os sapecas trapalhões não têm mais que um pavio sem fósforo? No meio de toda tensão exposta, o que aqueles envolvidos, os trapaceiros, querem é a sua atenção e medo para que consigam desencadear seus planos por meio dos seus apoios atenciosos! Oh, não sejam bobinhos! Nós já lhes dissemos para boicotá-los! Não deem a eles o que eles querem!

Nos últimos dias estivemos recebendo relatórios dos nossos aliados em Terra e estes têm confirmado, claramente, que o que tem sido mostrado à população da superfície, não é bem como parece. Como dissemos, os sapecas trapalhões têm buscado apoio naqueles que não têm mais como lhes dar ajuda. "Ligam, mas o telefone não atende!" E, adivinhem: nós também cortamos os fios (risos)! Aqueles que antes apoiavam esses trapaceiros estão fora do Sistema Solar há algum tempo (risos)! Assim, eles estão se apoiando no que ainda tem sob controle, que é a sua já tão exposta ao ridículo, mídia tradicional. Dissemos, e aqui pedimos para que nosso canalizador ponha em caixa alta: NÃO ACREDITEM EM NENHUMA VÍRGULA DA SUA MÍDIA TRADICIONAL, pelo menos, não agora. Eles querem o terror; deem a eles o AMOR.

Muitos dos seus líderes mundiais estão bem cientes da nossa presença e têm colaborado abertamente com nossos planos de pacificar e neutralizar as últimas tentativas dos trapaceiros de criarem mais problemas. Um menino que aparentemente tem tentado criar problemas, mas que é apenas uma criança brincando com armas, e que também já recebeu nosso aviso é o garoto Kim Jong-Un! “- Rapazinho, temos um recado para você: não brinque com fogo para não fazer xixi na cueca (risos!)”

Como dissemos no início do nosso relatório, as nossas frotas estão todas deslocadas para as chamadas "zonas de tensão" para garantirmos que nenhuma ação drástica seja desencadeada. E não se espantem quando sair nos seus noticiários que... "Ops, uma ogiva falhou!". Adoramos ver a cara dos trapalhões quando isso acontece! Bem, nós avisamos: nada de brincar com fogo, seus danadinhos! E não venham com retaliações, queridos! Vocês sabem que amamos vocês! Estamos apenas fazendo o trabalho que os céus nos instruíram! Nossos mentores anciões estão seguros que um futuro próximo de paz e prosperidade está ao virar da esquina! Aleluia!  Aleluia! Os céus previram e está se manifestando!

Aos nossos Camaradas aliados em Terra: não entrem no bamboleio das tensões. É hora de agirem em nome da paz e a melhor maneira é se manterem em paz. Os seus parceiros humanos encontrarão alívio e sairão das tensões ridiculamente fermentadas pelos trapalhões através do jogo midiático de "A guerra está próxima!". Deixem-nos dizer, trapalhões: A PAZ ESTÁ PRÓXIMA!

Como dissemos, muitos líderes do seu mundo estão cientes dos nossos trabalhos para trazer a paz e, adivinhem: vocês verão alguns daqueles considerados "amantes da guerra" curvando-se à bandeira da paz que está sendo hasteada pelo país, cujo líder é caçado pelos trapaceiros. Hosana! Hosana! Os céus estão felizes com os Camaradas aliados que têm colaborado com o plano dos céus e colocando suas vontades pessoais de lado para servirem ao plano DIVINO traçado há éons para esta realidade! Glória! Glória! Os céus cantam Hosana!

É o bastante, por agora! Há mais informações vindo. Estejam prontos! Nós iremos informando mais e mais, à medida que nossos mestres anciões autorizarem! Saibam, queridos, que todos os movimentos dos sapecas trapalhões são cuidadosamente monitorados e eles sabem disso. Alguns se atrevem ainda a mostrarem o dedo do meio para nós quando damos rasantes perto dos seus pontos de trabalho. Que feio! Não se pode fazer isso com a família (risos)! Bem, não se pode chamar de "ponto de trabalho" um lugar onde maquinam contra a humanidade! Um dia eles aprenderão! Oh, meninos travessos!

Neste momento, estamos sobrevoando a área de moradia do menino travesso Kim Jong-Un! - Diga um “Olá” para nós! - Estamos tentando contatar a senhora Ri Sol-ju! Parece que ela está mais aberta e sã. Temos dado um "Olá" a ela nos seus sonhos a fim de, através dela, chegarmos mais diretamente a esse menino travesso. “Rapazinho, nós estamos informando por mais este meio: não mexa com o que não sabe lidar. A sua origem estelar é muito bela, uma constelação do hemisfério celestial norte, próxima do polo celeste norte. Jovem Dragão, o Amor está chamando-o. Renda-se à Luz! Saiba que seus planos nefastos não terão êxito”!

As fronteiras estão sendo desmanchadas! A unificação está próxima! O Amor prevalecerá! Os céus decretaram, e assim será!

“Menino Kim Jong-Un! Estamos de olho!... Estamos com o extintor bem em cima da sua casa”!

Oh, queridos! Saibam que as incontáveis Fontes e a Prosperidade sem fim dos Céus, na verdade, são suas!

Retornaremos quando for apropriado! É bom falar com vocês, novamente! Sempre é! Vemo-nos por aí!

Aloha!

      
Gabriel: Grato, amados camaradas de Luz!


_______________________________

Fonte: http://www.sementesdasestrelas.com.br
Revisão de texto: Marilene P. Costa e Solange Yabushita 

domingo, 23 de abril de 2017

"ATUALIZAÇÃO /
PERGUNTAS E RESPOSTAS"


SAINT GERMAIN

Canalizado por Linda Dillon, em abril de 2017

Transcrição de uma fabulosa atualização de St. Germain, de 4 de abril de 2017.

"Nunca estiveram nessa conjuntura, neste ponto particular em que, realmente, estão preparados e em prontidão, esperando que o aceno da bandeira sinalize a partida, em termos de criação, criando fisicamente e, tangivelmente trazendo a Nova Terra”.

Bênçãos Celestiais, 04 de abril de 2017

Linda Dillon: Canal do Conselho do Amor

Suzanne Maresca: Host, InLight Universal

[Meditação de 6:35 a 18:03]   Link para mostrar áudio

St. Germain: Saudações, eu sou St. Germain.

Suzi: Bem-vindo.

StG: E bem-vindo a você, minha amada amiga, bem-vindos todos vocês, todos meus amados amigos em todo o planeta!

Sim, dirijo-me a vocês como meus irmãos e irmãs, queridos corações, aliados, embora, também, envie esta mensagem, através de todo o planeta e muito além, porque jamais excluiríamos qualquer ser, qualquer amigo das Estrelas, [Risadas] sendo de pura energia? Não, não estamos falando de forças malignas, embora, também, possam usar uma boa dose disso, enviando-lhes o nosso Amor.

Michael disse para "manter o rumo" e nunca... Bem, talvez eu esteja exagerando um pouco, [risos], todavia foram palavras mais sábias nunca faladas! E Gabrielle pediu-lhes para aprenderem um novo nível de cooperação e ela, também, está absolutamente certa.

"Manter o curso" está pleno de emoção. E, assim que Mi-ka-el disse estas palavras, me coloquei de volta em minhas viagens emocionantes através de oceanos definidos anteriormente... [risos] o que eles pensavam de 'desconhecido' que era ridículo; eram terras bem habitadas. Muitos erros foram cometidos, muitos erros. Eu não venho falar sobre isso porque isso foi resolvido de várias maneiras. Não, não significa que esteja  terminado. Simplesmente, quero dizer que não é onde eu gostaria de levar hoje o nosso foco.

O que desejo compartilhar com vocês é a excitação de, literalmente, encontrar novas terras, novas aventuras, novas maneiras de pensar e ser. Isso é o que me fascinou! Não foi o ouro e joias, que eu poderia criar a partir do nada. Foi a aventura da descoberta - e, meus amados amigos, a emoção de qualquer viagem, quando é verdadeiramente honrada e baseada na excitação da descoberta, é maravilhosa.
Anteriormente, me ouviram dizer que eu não tinha nenhuma intenção de retornar à Terra, a este glorioso planeta Gaia. E eu esclareci e disse que, claro, o que eu quis dizer foi que não tenho nenhuma intenção de voltar à "velha Terra" com todas as dificuldades, com a escuridão, com o peso, com os velhos paradigmas de ganância e agressão, o ódio, a guerra e ira, que não criam nada, apenas caos.

Entretanto, vocês e nós, em nosso serviço e alegria para a Mãe, estamos nesta nova jornada. Não é uma viagem que esteja prestes a começar na próxima semana ou no próximo mês.  É uma jornada que já começou! Já partimos. Já estamos em viagem, que é emocionante e animada; às vezes, é terrível e assustadora em razão de não conhecerem os oceanos, de não conhecerem as criaturas que vivem nos oceanos e de saberem de tudo aquilo que está por vir. Mas isso também é parte e parcela, a chave para a emoção.

O que sabem é que foram feitos com o velho e que está construindo e participando e ancorando Cidades de Luz, cidades-estados; que estão ancorando, construindo e criando novas instituições, novas sociedades, novas estruturas. Por quê? Porque tudo isso é baseado em novas formas de ser – que realmente é o plano original, o eu original, o verdadeiro eu de cada um.

E como vão? Magnificamente!

No entanto, quando vão para o mar por um longo tempo, o que acontece? Às vezes, as provisões acabam, adoecem por estarem sempre vendo e apreciando o mesmo e velho cenário. Na busca de uma nova terra, esperam por bons ventos e rezam por isso [risos] e que sua tripulação não se amotine. Todas essas coisas são exatamente onde agora estão.

E assim, envolvidos,  desdobrados em antecipação e esperança, sua confiança e vigilância, também, estão neste nível, não de medo... Uma vez que a maioria de vocês, amados, tem sido muito boa em se libertar do medo... Mas existe essa dica para o caso em que, de vez em quando, a apreensão e a dúvida vierem a surgir, isso é certo, é bom não se tornar o padrão em que vivem porque, então, ficarão envolvidos com o "se, o quando será, o como", em vez de prestarem atenção com o mar e, devo dizer, na mudança do mar, dos ventos e correntes.

E é isso que significa "manter o curso". Trata-se de prestar atenção às mudanças do mar, correntes e padrões de vento, porque tudo estará mudando. Na medida em que navegam de oceano para oceano, equador para equador, continente para continente, universo para universo, as coisas mudam. Não sabem exatamente como ou porque, porque é tão complexo. E eu não sou Einstein - você pode convidá-lo num outro dia! Mas mesmo assim, não explicaríamos tudo porque aquilo que pensam como ciência é muito limitado.
Este canal recentemente me perguntou sobre buracos negros, buracos brancos, como os seres da Estrelas viajam de universo para universo ou de planetas para sistemas planetários e lhe foi explicado que, também, existem muitos portais desta natureza sobre o planeta. Esta é uma nova informação para cada um de vocês. E o que fazem com ela? Não têm certeza, mas o tempo virá que vocês, de fato, estarão usando muitos desses portais - os buracos brancos em particular - para ancorar as Cidades de Luz, a Nova Realidade que estarão ocupando, uma realidade interdimensional.

Mas, para isso, precisariam conhecer toda a ciência? Não. O que precisam saber é que são os capitães de suas naves, de seus navios, para ao quais estarão traçando o curso e que, simplesmente, amados, não estarão traçando o curso, apenas, para si mesmos. Também, estarão definindo o curso para aqueles que estão seguindo atrás de vocês. Existe uma armada inteira! Estarão definindo o curso para aqueles que estão viajando com vocês. E sim, em um enorme estado de mudança.

Agora, permitam-me ser claro. Vou diferenciar entre "fluxo" e "mudança", porque "mudança" é um desdobramento de um plano e de um processo, enquanto que o "fluxo" é mais um blip numa tela. Estão na mudança que chamaram de "a mudança" e, então, dizem: "Oh, estamos nisso desde 2000, estivemos lá desde 2007, 2008, 2012". Bem, na verdade, nunca estiveram nesta conjuntura antes e a humanidade, a armada coletiva que estão liderando, nunca esteve nesta conjuntura antes.

É motivo de excitação e celebração? Sim. E isso é motivo de prudência? Sim. Não é uma coincidência que tenham começado este show falando muito sobre a respiração. Quando estão em um estado de grande excitação, de júbilo, de celebração, dizem: "Oh, meu Deus, isso me tira o fôlego" e isso é uma ocorrência literal. Sentem que, por um momento, não podem respirar, que estão sobrecarregados, plenos de alegria. E essa é uma das razões pelas quais continuamos dizendo a vocês: "Respirem! Afastem-se! "Não ignorando o caos, todavia, quase!

Pense novamente nisso. Quando saí da Europa, deixei esse caos para trás. Não poderia deixar me acompanhar porque me causaria muitas distrações. Entretanto, o caos continuou e se desenvolveu nas viagens dos envolvidos e nas escolhas de livre-arbítrio que fizeram.  Mas eu não permiti que ele interferisse com a minha viagem. E mesmo que quisesse interferir, estava muito longe, muito longe para me impactar, além de poder enviar meu Amor, minha energia, minhas bênçãos, minha Chama Violeta - Sim, mesmo assim!

Tudo tem necessidade de estar em equilíbrio de perspectiva e uma verdadeira adesão. E essa é uma palavra que não usa muito frequentemente, não é?  Chama-se "adesão" à sua missão, propósito e padrão de alma, design, talentos, capacidades e habilidades, em que: A adesão é o equilíbrio, é o alinhamento com o coração divino/mente/vontade e, nisso, está a suprema alegria, o Amor.

E quando estão ancorados, quando navegam nesta nave de Amor, então, estão na clareza e na pureza da Mãe e do Pai - e na determinação e na vontade da Mãe e Pai.

Então... Como estão indo?  Estão indo magnificamente!

Claro, alguns de vocês estão exaustos e dizem: "Corri uma maratona e posso ver a linha de chegada, mas não tenho certeza se posso conseguir chegar até ela. "Calma, terão seu segundo vento! E como farão isso? Fazendo aquilo que lhes traz alegria, focando-se no que lhes dá alegria. E, sim, não deixando a distração ou o caos ou qualquer um desses contratempos, por menores que sejam, afetá-los pessoalmente.

Houve muitos choros, muitas situações de "fluxo" ao longo do caminho. No entanto, isso não mudou a direção, o impulso para frente e não irá alterar. Se estiverem cansados, deixem o vento e a corrente levá-los. Vocês têm direito e precisam descansar. É quando nós iremos inspirá-los, quando estiverem tranquilos... e, sim, às vezes, quando estão totalmente ocupados, seja individual ou coletivamente. Podem senti-los, não é imaginação - e são suas imaginações! Seus trabalhos consistem em ancorar e ser quem são.

A tendência, agora, é a aceitação da felicidade. Estão sendo inundados de felicidade! E, claro que podem pedir mais. Pode pedir mais Amor, pedir mais da Mãe, mais do Pai e, certamente podem pedir mais Porlana C. Eu faria se eu fosse vocês! E a propósito, eu sou vocês e vocês são eu!

A tendência é a cooperação de uma forma que é amável e amorosa e gentil, e claro, mas não agressivo, esperançoso e confiante, com base em uma firme compreensão e conhecimento do que você é capaz de, e que você juntos são capazes de.

A tendência agora - e eu tenho falado com vocês sobre isso - é prestar atenção e nutrir, amar, deleitar-se, renderem-se aos seus amados corpos!

A Mãe sonhou - não ordenou, não exigiu, não ordenou - Ela sonhou com este belo planeta de tão magnífica diversidade e beleza, um lugar onde os anjos podem brincar na forma de, seja uma árvore, uma montanha, um ribeiro, um riacho... Ou um ser humano. Isso é o que são e, isso é o que estão fazendo. Portanto, nem sempre estejam pensando, porque é um processo de pensamento: "Tenho que trabalhar nisso." Não. Vocês também têm que - sim, prestar atenção – embora, também permitir.

Não tentem mudar as correntes da mudança. Fluam com elas em sua integridade, na verdade e lealdade a quem são. Não existem dois caminhos iguais, idênticos; nem mesmo gêmeos idênticos têm caminhos idênticos. Sejam verdadeiros consigo mesmos. Todavia, também conheçam a si mesmos para que tenham um manancial a que possam recorrer, de modo que todos vocês em forma física possam estar presentes para procederem neste desdobramento maravilhoso.

Está bom o suficiente por agora! O que mais poderia dizer!

Querida Suzi, por onde deseja começar?

Suzi: [Risos] Vou começar por agradecer por se juntar a nós neste momento. Existe uma série de assuntos que me vieram à mente depois de que você falou. Então, como responder aos eventos em nossas vidas é o que realmente importa. Não estaríamos sendo observados para ver onde estamos e como estamos prontos para o que está por vir e os papéis que estaríamos desempenhando?

StG: Bem, é claro que estão sendo observados. Você está sendo observada [risos], e que têm sido observados por bilhões de anos. Todavia, você está realmente perguntando sobre o fator de prontidão e, sim, você está sendo observada.

Agora quero que você observe o que estou dizendo. Você está sendo observada. No entanto, alguns de vocês têm a sensação de que estão sendo testados - e vocês sabem do que falo - e vocês dirão: "O St. Germain está falando diretamente para mim!"  E vocês estão certos. Eu estou nisso que sentem como desafios, como situações que estão sendo apresentadas a vocês em uma grande variedade, porque as situações que estão lhes sendo apresentadas são exclusivamente concebidas para vocês.

Assim, para alguns de vocês, será uma memória emocional, um abuso, uma traição, riqueza, abandono, doença, desespero... Estão sendo apresentados a essas situações que podem ser confusas, não porque estamos testando vocês - estamos a observa-los como implementadores do Plano Divino da Mãe estão fazendo. Se estão prontos para o próximo passo?

Então, de certa forma, parece e reclamam: "Oh, meu Deus, eu pensei que estávamos quase lá e agora isso é como o maior desafio que já enfrentei!" E estão absolutamente certos. A onda maior vem sempre no final!

Suzi: Sim! Bem, comigo foi: "O que vou fazer com a decepção?" E isso aconteceu algumas vezes de uma forma muito intensa. Toda vez que isso acontece, eu quero explorar e realmente ver "O que está aqui para mim?" E que para mim, tem sido uma viagem muito interessante no último mês ou algo assim.

StG: E assim, você poderá optar se irá permanecer no auge do desapontamento e permitir que ele venha pousar no desespero, ou se, simplesmente, fique a observá-lo e usar o seu brilho para sair, redirecionar e cair sobre os seus enormes recursos para mudar de curso.
Suzi: Sim, é o que liberamos. Nossos pensamentos são o que colocamos na matriz da criação, por isso precisamos torná-los realmente bons. Então, mesmo numa decepção, o certo é realmente manter o sonho e continuar colocando isso para fora, porque a confiança é como uma rendição total. É algo como, quando as coisas ficam muito difíceis e a escolha que vocês têm é apenas superar isso e dizer: "Você sabe, vai ser bom”!

StG: E deixar ir, como já disse, uma vez que não sabe “como” pode ter acesso por causa da construção de seu planeta e seu Universo, você nem sempre tem acesso a todos os vários fatores desse "como".

Agora, muitos de vocês têm sido fabulosos no desenvolvimento de suas intuições, canalizações, precognições, suas informações telepáticas. Têm feito estupendamente. Mas ainda assim, quando estão particularmente em decepção ou dor, nem sempre tem a clareza do "como". O que têm é sempre a capacidade de confiar.

Eu não sei - ainda, deste lado - não sei como se procede sem confiança, sem esperança e sem fé.

Suzi: Você me disse algo antes que gera uma necessidade em mim de perguntar: "Precisamos de um segundo vento?" [Risos]

StG: Sim! Agora você precisa ser muito clara e está tentando ser sutil sobre isso. Particularmente, você pode notar que eu não sou muito bem conhecido como sendo o mestre sutil!

Suzi: Sinto-me como uma garota no banco de trás do carro perguntando: "Ainda não chegamos?"

StG: Mas essa não é a pergunta que você fez, então deixe-me ser claro.

Você está indo para o acampamento, para o cinema, para o boliche, para a casa da avó... Então sim, você está quase lá. Mas quando chega lá e como chegar lá, meus queridos corações, precisam de um segundo vento! Porque estiveram neste estado - que é um bom estado para estar - de prontidão. Estão em preparação, têm estado em compensações e backups e mais backups... Agora estão um estado de prontidão.

Mas o que dizer quando sua mãe se vira do banco da frente e diz: "Saltem do carro." Bem, nesse meio tempo, muitos de vocês podem estar dormindo, lendo calmamente, cochilando, discutindo com seus irmãos e irmãs sobre se estão, realmente, indo numa viagem surpresa. Então, quando a sua mãe diz para você, quando a nossa Mãe diz para vocês, "Saiam do carro, saltem do navio", sim, vocês precisam do segundo vento [risos] porque irão estar muito ocupados!

Suzi: Amei isso e fico feliz por ter feito a pergunta porque essa é uma resposta muito boa, obrigado! [Risos]

StG: Eu agradeço! [Risos] Há momentos em que todo mundo precisa do que você chama de "um segundo vento" e há momentos... e eu falo para aqueles que vacilaram e desanimaram. Não pensem que eu não sei o que isso significa. Claro que eu sei! Então todo mundo também precisa de uma segunda, uma terceira, uma quarta chance. Ninguém fica de fora!

E individualmente, nunca - por favor – desistam de si mesmos, porque é isso que fazem quando dizem: "Eu desisto". Ninguém desiste da Mãe ou do Pai ou de seu caminho ou de nós, Mestres, os Arcanjos. O que estão fazendo é desistir de si mesmo. Estão negando o Amor a si mesmos, negando suas capacidades de, realmente, fazerem essa jornada que programaram antes encarnar. Nunca desistam de si mesmos.

Suzi: Você disse que nós nunca tivemos antes nesta conjuntura. Poderia ser mais específico, exatamente, sobre que conjuntura?

StG: Nunca antes, seja individual ou coletivamente, estiveram neste ponto. Acho que, coletivamente, chamaram de "virar o interruptor". Vocês nunca estiveram neste ponto em seus processos de ascensão. Nunca antes estiveram neste momento, neste ponto particular onde realmente estão de prontidão, preparados e esperando a bandeira acenar, sinalizando a hora do avanço um ir em termos de criação, criando fisicamente, tangivelmente trazendo a Nova Terra.

Embora eu não seja um - sim, embora eu seja bem conhecido por manifestar ouro e joias que vocês têm - eu não sou aquele que, simplesmente, se concentra na abundância. Sim, sou infame e famoso por isso. Todavia, a chave é a prontidão emocional, mental e espiritual para usar a riqueza.

Uma das razões pelas quais me recusava retornar ao planeta, à "velha Terra", foi porque tinha testemunhado muito abuso de poder, abuso de riqueza, abuso de recursos, porque o principal fator impulsionador do uso correto dessa riqueza era o uso correto da vontade, que se baseava na temperança e na prudência, na fortaleza e na alegria, na felicidade e na verdade, para que os preparativos tivessem necessidade de estarem lá.

Seus quocientes... se desejarem olhar como uma fórmula matemática, teriam que estar num porcentual de seus eus individuais e do eu coletivo estarem numa relação de maturidade, espiritual, emocional e fisicamente, gerenciar o processo de criação de edificar novas sociedades. E estas são sociedades,  amizades, famílias, uniões sagradas e arranjos políticos que se baseiam na cooperação como fundamentadas, todavia, na bondade, na gentileza.

Nunca estiveram neste lugar onde poderiam está dizendo: "Ok, estamos todos alinhados e prontos para ganhar terreno". Então, vistam suas roupas de festa e preparem-se para avançar!

Suzi: Bem, isso soa realmente maravilhoso! [Risos] Você mencionou a velha Terra e eu só estou pensando: "A velha Terra ainda está por aqui?", O que me leva a pensar de que nossa percepção do que está ao nosso redor e ao que prestamos atenção é o que cria nosso mundo. Então, este ponto de inflexão estaria em torno de pessoas chegando a essa percepção daquilo que prestamos atenção... na medida em que entendermos o que estiver acontecendo, não iremos adentrar no caos, como foi mencionado na última vez?

StG: Correto. Agora a Terra é eterna - belo arcanjo – então, quando digo "velha Terra" estou me referindo aos antigos paradigmas humanos que profanaram este maravilhoso planeta. E, assim, cada vez mais, mesmo com o caos campeando, haverá cada vez mais de vocês dizendo: "Eu não quero mais viver no caos, essa é a minha escolha, não de não colocar a minha atenção em distrações, esta não é a minha vida diária. Não é meu desejo, optar ou viver nessas aberrações vibratórias distrativas".

Não somente onde colocam suas atenções, seja no ponto de partida e de chegada mas, também, no meio e como proceder. Assim, em muitos aspectos, a "velha Terra" não existe mais.

Agora pense nisso desta maneira. Em seu planeta, existem muitas pessoas que gostam de viver do passado. Mesmo quando eu estive no planeta, tive amigos, aliados e conhecidos que adoravam viver no passado. Portanto, entre vocês, há aqueles que ainda estão optando por viver no passado. Alguns num passado recente, outros num passado distante – entretanto, isso não é real. É apenas uma vaga e amorfa memória. Não é a realidade atual. Não estou falando sobre o aspecto temporal. Estou falando sobre o aspecto de sistemas de crenças.

Portanto, existem aqueles que ainda estão no sistema de crenças... por exemplo, irá ouvir pessoas dizerem: Devemos retornar aos valores familiares". O que eu diria é: "Por que não cocriamos e ancoramos os verdadeiros valores familiares?" Muitos dos valores familiares de que falam eram autoritários, baseavam-se numa distribuição desigual, não só de riqueza, mas de poder, de mordomia, de denigração de mulheres, de crianças como bens móveis...

Suzi: Certamente!

StG: Eu jamais sugeriria voltarem a isso.  No entanto, existem aqueles que sonham com essa falsidade.

Suzi: Bem, tenho que admitir que, neste momento particular, estou chocantemente desinteressada em muitas das coisas que a vida tem para oferecer agora, Só estou ansiosa para o que se tornar mais interessante e, realmente, guardando espaço para isso. E fico apenas me perguntando se o meu trabalho será fora do planeta, se "as coisas vão ficar muito melhores aqui?" Não sei. É difícil dizer.

StG: Como veem, muitos de vocês estão pensando: "Meu trabalho é fora ou no planeta?" O que eu sugiro para vocês é que esse é um pensamento limitado. Por que não haveria muitos ou todos além disso? E não diriam: "Meu trabalho é na América do Norte" ou "na Europa". Formarão a comunidade Gaiana e, na medida em que novos meios de transporte forem introduzidos e estiverem disponíveis para vocês, na medida em que aprenderem a bilocar mais claramente, poderão estar em Pequim na parte da manhã para o café da manhã e em Seattle para o almoço e Cidade do Cabo para o jantar!

Suzi: Isso é fabuloso!

StG: Sim. E poderá fazer isso tudo, visitando seus amigos, a bordo de naves nos intervalos.

Suzi: Ah, sim, adoro isso. Estive pensando tanto que não estou realmente animado sobre voar, por causa de toda a TSA e seus desagradáveis procedimentos segurança. Programar um passeio numa nave seria bem mais agradável.

StG: E de primeira classe por todo o percurso [Risos]

Suzi: [Risos] Oh, claro que chegamos à questão de "quando?" Agora que fui assegurada por Galea que este ano está parecendo ser muito bom para isso!

StG: E eu sugiro que você tome Galea em suas palavras!

Suzi: Tudo bem, vou fazer isso.

StG: Vá com meu amor, querido coração e todos vocês. Estão fazendo brilhantemente muito bem! Olhem para a Ascensão e saibam que a queda do velho está em seu final e que vocês já não fazem mais parte dela. Estão navegando para novos mundos, já quase chegando lá. A terra está à vista. Estão quase lá, querida Suzanne.

Suzi: Lindo, obrigada.

StG / Suzi: Adeus.
__________________________

Fonte: http://counciloflove.com/
Fonte: http://inlightuniversal.com/
Tradução: Sementes das Estrelas / Candido Pedro Jorge


A ESSÊNCIA DO SER – 150


MICHAEL BY MOHAMED BEN SULAYEN

Mohamed Ben Sulayen (1961), piloto de rali, dos Emirados Árabes Unidos, que acompanhou Michael Jackson em sua viagem a Dubai, em agosto de 2005.
_______________________________

O campeão Bem Sulayen disse à Gulf News que Michale era um “cavalheiro”, que encantou todos que o conheceram, incluindo os muitos fãs, com os quais Michael ocupou o seu tempo, conversando com eles e posando para foto.

“Todo mundo sabia quem ele era e ele foi tão bondoso com todos eles. Ele deu o seu tempo para conversar, tirar fotos e cumprimenta-los. Nós lhe dissemos: ‘Por favor, Michael, nós temos que ir’! Mas ele continuou.

Ele foi incrivelmente educado. Sabemos tudo sobre sua música e sua carreira incrível, mas muitas pessoas não percebem a pessoa genuinamente boa que ele é.


É muito agradável de se estar com ele. Ele é um cavalheiro. Eu conheci rapazes que não eram sequer 10 por cento tão famosos como ele é, e eles são muito mais difíceis de lidar”.
_______________________________

Fontes: http://www.today.com
- http://cartasparamichael.blogspot.com


sábado, 22 de abril de 2017

VIDA, CONSCIÊNCIA
E A HERANÇA DO ANTIGO EGITO


JESHUA / JESUS / SANANDA

Canalizado por Pamela Kribbe, em março de 2017

Queridos amigos, eu sou Jeshua e saúdo-os, às margens do Nilo! Estou tão contente de estar aqui com vocês! Como família, nós nos reunimos com muita frequência, em lugares diferentes, em culturas diferentes. Existe um fio que nos une e guia; é o fio da vida e consciência que procura manifestar-se mais ampla e profundamente na Terra.

A vida em nós anseia por consciência. E a consciência em nós deseja vida. A Terra nos oferece vida através de nossos corpos e emoções. Estes representam a Vida em nós, como um rio sempre fluindo, algumas vezes selvagem e incontrolável, fazendo-nos sentir como se estivéssemos nos afogando, inseguros sobre a direção que estamos tomando.

A vida tem a liberdade em seu coração. A vida deseja viver! Para a vida, estar vivo é um propósito em si mesmo; pode-se dizer que ela está cansada de “propósitos externos”. Vocês podem perceber isto quando observam a natureza: os pássaros, as montanhas, as flores… a natureza está intensamente viva! Ao testemunharem sua entrega despreocupada às forças e ciclos da vida, vocês podem compreender que o sentido da vida não pode estar do lado de fora, mas dentro da experiência da própria vida.

Entretanto, viver a vida requer consciência. Quanto mais conscientes e atentos vocês forem, mas abundante e plena a vida se tornará. Como seres humanos, lhes é solicitado que expandam sua consciência, para que a vida possa evoluir e expressar-se de modos mais criativos. A consciência traz mais espaço e liberdade. Ao observarem os animais na natureza, verão que eles estão cheios de vida pura; no entanto, a maioria se mantém confinada ao reino de seus instintos, à sua animalidade. Cada um de vocês, como ser humano, também possui uma natureza animal, mas, ao mesmo tempo, traz dentro de si uma centelha de luz e percepção, que lhe dá a possibilidade de transcender sua natureza animal e acrescentar algo mais a ela. Este algo mais é a sua consciência, que permeia a vida com significado, direção e, finalmente, amor.

Esta consciência é você; é a centelha divina em seu interior. Esta centelha divina deseja fundir-se e dançar com a vida, com a encarnação, com a carne e o sangue do seu corpo. A centelha original de Deus, que se encontra dentro de você, tem o desejo de vivenciar a vida ao máximo, absorvê-la em todas as células do seu corpo, em benefício da própria experiência. A consciência anseia por vida, e a vida deseja consciência. Se você deixar que elas dancem juntas, encontrará significado e satisfação em sua vida.

O ser humano geralmente pensa que precisa conseguir algo em particular na sua vida, e mantém seu foco em algum tipo de objetivo ou propósito final. Se ainda estiver preso aos padrões da sociedade, aos valores do mundo exterior, vivendo a maior parte do tempo de acordo com eles, provavelmente estará focalizando metas externas, como um bom emprego ou carreira de sucesso, um relacionamento ou casamento, filhos, casa… Se estiver mais orientado para a espiritualidade e o mundo interior, poderá estar buscando purificação, iluminação ou equilíbrio interior.

Este último pode parecer um objetivo mais respeitável, no entanto, mesmo com o desejo de alcançar a iluminação, você não toca o motivo essencial da sua presença aqui. Por trás de todo o seu esforço nessa busca, geralmente há uma negação da própria vida. Você está aqui para experienciar a vida – em total entrega – e em seguida, envolver essa experiência com a sua consciência, como braços abraçando a vida e sustentando-a para que floresça e evolua. Mas, muitas vezes, você luta com a vida.

Na maioria das pessoas, o poder original da Consciência se reduziu à energia do pensamento e análise, à energia da cabeça. Você tem emoções, desejos e paixões, e então começa a pensar: “Como devo lidar com isto? Isto é bom ou é ruim? Como posso entender isto, controlá-lo, mudá-lo? Como posso atingir minhas metas?” Deste modo, a Vida dentro de você – em sua manifestação livre e indomável – é interrompida e restringida. Ela é contrariada, e até atacada pelo pensamento. Ao invés de uma dança mútua entre a Vida e a Consciência, surge um vazio e elas se tornam separadas dentro de você. A vida fica reduzida a emoções (reprimidas), e a Consciência fica confinada ao pensamento (geralmente de preocupação).

Isto aconteceu com praticamente todas as pessoas: uma separação entre sua parte pensante – que julga e procura controlar – e sua parte emocional, que tem vida própria e realmente não pode ser restringida pela mente. Você foi dividido. Vida e consciência não conseguem se unir dentro de você. E assim você passa a se perceber como um ser constituído de um eu “superior” e um eu “inferior”. Sua parte pensante não é capaz de lidar construtivamente com suas paixões e emoções. A maioria das religiões da Terra procura controlar ou “transcender” a energia emocional e a sexual no ser humano – danificando, assim, a fonte viva da criatividade e inspiração em seu interior. Somente muito poucos ensinamentos espirituais abraçam totalmente a Vida, a natureza, a Terra, reconhecendo-as como parceiras da Consciência.

O que estou contando aqui não é uma simples estória abstrata. Todos vocês passaram por esta luta dolorosa com sua própria natureza humana, este abismo artificial entre vida e consciência; e não somente nesta vida, mas em vidas anteriores também. Você sabe o que é sentir-se dividido internamente, separado do seu Eu verdadeiro, seu Eu real. Seu Eu verdadeiro está muito vivo. Comparado com seu eu verdadeiro, você está metade morto!

Há tanta coisa que você não está se permitindo fazer ou sentir! Você carrega tantos tabus dentro de si: “Este sentimento (ou desejo, ou pensamento) é ruim; eu devia superá-lo! Como ainda não me libertei disto?” Uma sensação de fracasso ou de estar constantemente falhando o acompanha. Deste modo, a vida não consegue aproximar-se de você, e nem você dela. Você tem um relacionamento problemático com sua natureza humana. Isto impede a alma de entrar na sua vida e no seu ser. A alma deseja viver! Ela quer mostrar a si mesma através das suas emoções, sonhos e desejos, luz e escuridão, “bom” e “ruim”. A alma quer se vestir com a sua natureza humana, com o seu corpo vivente. Você está lhe negando acesso, porque não está se permitindo ser.

Eu não o estou criticando por isto; meu objetivo é fazer com que se conscientize de que você vem de uma longa tradição, na qual as pessoas tentaram controlar a vida (tanto a vida interior – sua natureza humana – quanto a exterior, ou seja, a própria Terra). Meu objetivo é torná-lo consciente dessa questão, para que possa começar a se libertar dela.

Cada um de vocês carrega consigo uma longa história. É significativo que este grupo esteja aqui no Egito, neste momento, neste lugar e instante. Eu gostaria de falar algo especificamente sobre isto. No Antigo Egito, havia muito conhecimento disponível a respeito do mundo interior, da psique, e havia também uma conexão aberta com outros reinos fora da Terra. O uso de poderes psíquicos e do terceiro olho era muito mais comum do que é hoje. Não existia nenhuma separação entre o normal e o paranormal. A energia psíquica, a energia de intenção e foco, era aplicada em diversos empreendimentos do cotidiano e usada, inclusive, na construção de edifícios, na política, na guerra e no comércio.

A espiritualidade fazia parte da existência diária e influenciava todos os aspectos da vida. Por um lado, havia uma profunda consciência do poder da psique humana e sua capacidade de criar e alterar a realidade física. O conhecimento esotérico atingiu um nível muito elevado. Por outro lado, havia um grande desequilíbrio e injustiça social no Egito antigo. Durante muitos séculos, as elites de poder se agarraram firmemente às suas posições privilegiadas e impediram que pessoas comuns expandissem sua consciência. Havia, ao mesmo tempo, florescimento e repressão da consciência. O abuso e a manipulação do poder psíquico eram usados habitualmente, e a inspiração original, que chegava à cultura egípcia de outros reinos do universo, era em grande parte reprimida e desfigurada por aqueles que estavam no poder.

As influências extraterrestres, das quais falo, continham sementes puras de luz que visavam ajudar a humanidade a adquirir mais liberdade e consciência. O conhecimento que era canalizado para a Terra tinha o propósito de capacitar os seres humanos a conectarem sua natureza animal com a presença da sua alma; de criarem uma ponte entre a personalidade e a alma, entre a vida e a consciência.

O Egito foi o berço e a terra natal de profundo conhecimento esotérico, vindo à Terra de lugares altamente desenvolvidos do universo. Esse conhecimento e consciência eram recebidos pelos corações e mentes das pessoas que viviam naquela época, e que estavam abertas ao influxo dessa consciência nova, clara e revolucionária. Eram artistas, escritores, pessoas comuns com o coração aberto, e alguns governantes que enxergavam além da necessidade de poder. A arte, os mitos e os edifícios monumentais do Antigo Egito são testemunhas da profundidade e poder desse impulso cósmico.

Há uma espécie de magia na cultura do Egito Antigo, que pode ser sentida como um chamado, quando se caminha entre os restos dos templos e tumbas. Muitos de vocês viveram nessa área no passado. Vocês conhecem o lado luz e o lado sombra dessa cultura. E têm uma percepção inata do que aconteceu com o conhecimento esotérico e os poderes do terceiro olho – como eles foram corrompidos em favor das lutas de poder e guerras. Alguns de vocês foram canais ou sensitivos e sentiam uma conexão verdadeira da vida com os campos de força sobrenatural e as energias superiores. E enfrentaram um dilema angustiante… como expressar seu conhecimento e inspiração em um ambiente que poderia usá-los para benefício pessoal, ou para reprimir a liberdade e a verdade? Vocês ainda trazem dentro de si a dor relacionada ao abuso do poder daquela época, a ainda podem ser assombrados pelo medo de comprometerem sua integridade quando começam a usar seus dons de leitura psíquica, cura e canalização, hoje em dia.

Estou aqui para lhes dizer que podem fazer isto agora; vocês podem usar sua capacidade de canalizar, de perceber energias e compartilhar seus conhecimentos dos reinos internos, da vida e da morte. O impulso de luz e conscientização, que foi a origem das mais elevadas expressões da cultura egípcia, ainda está esperando para ser totalmente recebido. Ele não pode ser absorvido completamente naquela época, porque a consciência humana na Terra ainda não estava pronta. Podemos compará-la com o nascimento de uma criança morta. Ela foi trazida à Terra, mas ainda não podia viver aqui; as circunstâncias eram muito difíceis, e o bebê era frágil demais. Entretanto, apesar de ser um natimorto, essa criança estava lá e foi notada, foi reconhecida por algumas pessoas como portadora de luz e liberdade.

Vocês são chamados, aqui, hoje, para trazerem sua sabedoria, intuição e clareza mental para o mundo; compartilhá-las a partir de um coração aberto, sem abusar do poder, e respeitando sua condição humana. Vocês estão aqui para completar a missão, para cumprir uma promessa que lhes era muito querida. Vocês são os portadores da Luz; e estão aqui para criar mudanças. Agora é possível fazer isto sem medo de perderem a liberdade e a integridade.

Vocês vivem em uma época diferente, agora. A consciência coletiva está atingindo o limite de medo e separação. Existe uma conscientização crescente da necessidade de mudança, não somente no nível externo, mas também no interno: uma mudança de coração. A humanidade está começando a perceber que a energia mais necessária agora é o Amor. O Amor é a energia da conexão, ele reconhece o que une as pessoas, o que as torna iguais; ele cria empatia e compaixão. O Amor é o construtor de pontes. O Amor é a ponte entre o Céu e a Terra. A presença do Amor está crescendo na sociedade humana como um todo. Cada vez mais pessoas estão sendo encorajadas a respeitarem e expressarem sua natureza individual; isto é um sinal de amor. Ser livre para explorar o que se é e expressar a si mesmo – seja feminino, masculino, jovem, velho, rico, pobre, etc… - está sendo cada vez mais considerado um objetivo desejável, hoje em dia. Isto é um progresso incrível! Embora a realidade ainda não corresponda ao ideal, em muitas áreas do mundo, o fato deste objetivo ser publicamente considerado respeitável e essencial é um indício de expansão da consciência.

A livre expressão da sua natureza individual não era possível no Egito antigo, ou apenas muito limitada. Mas, desta vez, você nasceu em um mundo em que existe cada vez mais espaço para a vida novamente. A personalidade humana, com todas as suas paixões, emoções e peculiaridades, pode vir à luz da conscientização agora e ser redimida. Este é realmente o verdadeiro propósito da espiritualidade, da consciência: honrar e respeitar a vida em sua expressão mais individual, que é a alma humana; e ajudá-la a desabrochar e se expandir com criatividade e alegria.

Para conectar vida e consciência dentro de si, acolha a sua vitalidade, suas emoções, sua natureza humana. Acolha-as sem julgamento, aceite a si mesmo, seja livre! Abandone os julgamentos espirituais, não se reprima; mas permita que sua consciência aberta penetre profundamente suas emoções mais sombrias. Esta é a alquimia que você está procurando.

Quando permitir que a consciência e a vida, a percepção e a emoção dancem juntas em um abraço amoroso, você se tornará livre! Aprenderá a entender as mensagens por trás das suas emoções mais sombrias e mais luminosas, e trabalhará com elas ao invés de lutar contra elas. Vida é emoção. A vida, em forma de emoção, grita para a consciência: “Veja-me, sinta-me, preencha-me com sua luz!”

A alma é a portadora da consciência, e quanto mais você envolve suas emoções com consciência, mais facilmente sua alma desce e se funde com sua personalidade. Quando isto acontece, você se sente vivo e feliz, embora os problemas continuem vindo e indo, e você tenha que enfrentar as questões típicas, que todos os seres humanos enfrentam. A alegria é o sinal mais confiável de que você está se tornando inteiro: uma fusão entre vida e consciência, sempre se movendo e se desenvolvendo, e, ao mesmo tempo, seguro nos braços da Eternidade.
_____________________________

Fonte: http://www.jeshua.net/por/
Tradução: Vera Corrêa - veracorrea46@gmail.com
- http://www.sementesdasestrelas.com.br